2.9.10

Tenho Pena!

Tenho pena, realmente tenho pena!

Não sabendo eu de todas as circunstancias que envolvem esta recente polémica, fiquei deveras chocado pelas palavras (ou nem tanto pelas palavras mas pela maneira como foram dirigidas) escritas por alguem e para alguem que eu tenho em consideração!

Penso que o mundo da canaricultura deve ser um mundo com alguma competitividade, por certo!
Mas penso que em primeira mão deve ser regido pelo bom senso e pela partilha de opiniões de uma forma livre e sem preconceitos!

Palavras com aquelas deixadas pelo representante máximo do CCAP, devem ser tomadas em conta (porque afinal a opiniao dessa pessoa deve ser respeitada, tal e qual como a de outra pessoa qualquer).
Contudo, e aqui fica a minha critica (construtiva podem acreditar) à forma em como essas mesmas palavras foram dirigidas!

É este ponto que deveria ser regido pelo bom senso: apesar de ter ou não uma ou mais razões para escrever o referido texto, poderia o ter feito sem ter por em causa uma opiniao de alguem que pelos vistos também ter os mesmos objectivos do CCAP!

Se essa opiniao dessa pessoa fosse contra o Arlequim Portugues, a pessoa em causa deveria ser abordada de uma forma menos publica, menos impessoal. Quem me conhece sabe que lido com as pessoas de uma forma frontal.
Nada me daria mais prazer ser abordado pelo senhor presidente do CCAP, pelo Sr Professor Armando Moreno, ou qualquer outro criador e defensor do Arlequim Portugues e "discutir" opinioes, pontos de vista acerca daquilo que eu penso! Desta forma eu estaria a evoluir!!!
Felizmente isto já aconteceu com muitas pessoas, com as quias eu aprendi, debati, meditei............... e que apesar de opinioes diferentes da minha, respeitei imensamente e continuo a chamar de amigo criador!

Tudo isto resume o que para mim é a canaricultura: gosto, partilha, debate, de tudo o que se relaciona com o Canario!

30.6.10

Conclusoes de uma época terrivel

Acabada que está (quase) esta época de criação de canários, por muito que me custe tenho que tirar penosas conlcusões acerca do que se passou desde que iniciei o processo de procriação estipulado para este ano.

Assim seja:

Projectei criar com 14 casais de arlequins portugueses, e ainda 3 casais de raça espanhola.

Para tal, preparei as aves de acordo com o plano já usado por mim em anos anteriores, e com resultados satisfatórios.

Como todos os anos, durante a ultima semana de Fevereiro dei inicio aos acasalamentos.

a primeira postura correu como esperado, com saida de somente 10 crias, embora só 4 femeas tenham feito posturas.

"na segunda postura vou-me deforrar" pensei eu!
foi entao que comecei a aperceber que algo estava muito mal: das 14 femeas somente 6 fizeram posturas, dentro das quais algumas nao chegaram a se deixar galar.

Até hoje (30 de junho), somente essas 6 me fizeram posturas! as restantes 8 nao chegaram a encher sequer!!!!

contas feitas neste dia:
casais para criação - 14
casais a por - 6
posturas efectuadas - 3
crias ja anilhadas - 20


Resumindo ..... CATASTROFE!!!!

e o pior de tudo é que nao faço a minima ideia do que terei falhado para que isto me tenha acontecido!

Se alguem tiver uma ideia do que terá sido, por favor diga!

9.2.10

Divulgação do Arlequim

Agora que já passou um mês (ou quase) da homologação do Arlequim, vejo chegada a hora de opinar acerca do que acho ter sido o trabalho de todos na obtenção deste objectivo.

Primeiro que tudo, dar o mérito e louvor aqueles que logo desde o inicio foram contra "ventos e marés", e que acreditaram que esta ave poderia a ser a primeira ração de canarios portugueses.
Depois dar o mérito aqueles que tiveram a visão de criar uma "instituição" (CCAP) para dar apoio e suporte a essa luta que se adivinhava.

Contudo é neste aspecto que começam, no meu entender, a aparecer aspectos menos positivos, e quiçá destabilizadores, no que toca à projecção e divulgação da raça, senão vejamos:

Em nenhum momento deste enorme trajecto que a raça fez, houve uma divulgação a nível nacional. Nunca em nenhum momento o país soube (como ainda agora não sabe) que se estava a trabalhar para Portugal ter um raça de canários.
Em nenhum dos mundiais em que a raça foi posta à prova se soube (através dos meios de comunicação social) do que se havia passado. Toda a informação foi passada de boca em boca, porque só algum tempo depois o site do CCAP informou do que se havia passado.
Até o mesmo site não faz jus aquilo que a raça merece. Demasiado tempo incativo, sem actualizações, e até mesmo o acesso ao associativosmo com este clube fica um pouco dificultado (no meu ponto de vista), ao nao se conseguir tirar dele a ficha de pré-inscrição para sócio (situação que se notou durante um largo periodo de tempo).

Como prova de tudo isto que acabei de afirmar, repare-se que neste ultimo mundial, realizado EM PORTUGAL, onde a raça teria a ULTIMA E DERRADEIRA PROVA, nem nesta altura os meios de comunicação social estiveram presentes, para darem o testemunho de uma situação que é razao de orgulho nacional.

Apesar de tudo isto, não podia tambem deixar de dar os parabéns ao CCAP, por conseguir, em colaboração com outras pessoas, homologar a raça que há muito deveria ser.


Pessoalmente, o meu sincero OBRIGADO a todos os criadores, que mesmo não tendo o apoio devido, continuaram a lutar para que o Arlequim fosse hoje aquilo que é!

19.1.10

18 Janeiro 2010 - data a recordar

Ontem, pelas 19 horas, recebi a noticia de que o conjunto de juizes internacionais ,que tinham a responsabilidade de julgar os canarios de porte no 58º Concurso Mundial de Ornitologia, acabaram por julgar positivamente o conjunto de canarios que o Clube Canario Arlequim Portugues levou a expôr.
Deste modo, passou assim a terceira e ultima etapa da fase de homologação da raça.

Fica então para a história o dia 18 de janeiro de 2010 como o dia em que o Mundo reconhece o Arlequim Português como raça estabelecida.
Portugal já é DONO de uma raça de canários!

A todos os que trabalharam neste sentido, o meu sincero Obrigado! A todos os criadores que teimaram criar esta raça, o meu obrigado.
A todos os "velhos do restelo", que contrariando deram mais força a que se continuasse a tentar, o meu obrigado.
Às pessoas (e voces sabem quem são) que me ajudaram, incentivaram, ensinaram a criar esta raça, o meu MUITO OBRIGADO!!!!

Parabéns ao ARLEQUIM PORTUGUÊS!!!

6.12.09

Rescaldo do Concurso

Depois de decorrido o meu primeiro concurso, tirei as seguintes conclusões:

- tenho que dar os parabens a cada pessoa que organiza deste tipo de eventos, porque hoje dei conta do quao dificil deve ser "gerir" os criadores, as aves, os visitantes, os patrocionadores, todo o material necessario, etc, etc, etc.

- tenho que dar os parabens a todos os criadores que apesar de todas as dificuldades em criarem as aves nas melhores condições, ainda "se dão ao trabalho" de irem entregar as aves para concurso, sujeitarem-se a um julgamento por alguem que até nunca viram na vida, e acabarem ainda por suportarem mais um tempo angustiante à espera que lhes sejam devolvidas as aves.

- tenho que procurar ir a mais eventos destes, pois infelizmente não tive o prazer de chegar a conhecer todos os criadores de Arlequim Portugues que tinham aves a julgamento neste concurso.


Embora já o tenha feito numa resposta a um comentario anterior, gostaria aqui de dar os meus parabens ao Gonçalo (excelentes aves em concurso - excelente 1º lugar em Par), assim como ao Caldeira (embora já habituado, os parabens pelo 1º lugar Poupa) e principalmente ao Pasteleiro.......... que no seu primeiro ano de criação, consegue obter um merecido 2º lugar em Poupa.

Quanto a mim, fiquei extremamente agradado e surpreso por vir a saber que apesar de não ter nenhum prémio, fiquei com um Arlequim Par convocado para o Mundial a ser realizado em Janeiro de 2010.

Fantastico!

15.11.09

O meu primeiro concurso

Pois é, vem aí o que será a minha primeira participação num concurso ornitológico.

No proximo dia 28 deste mes, somente 3 dos meus arlequins vão ser levados ao COncurso Portas do Minho, realizados tripartidamente pelo Clube ornitológico de Famalicão, da Trofa e pelo Clube do Arlequim Português.

Conto no ultimo dia da exposição lá ir buscá-los, mas essencialmente para poder ver e comparar o trabalho que fiz e o que ainda terei que fazer afim de melhorar os meus passaros.

No fim da muda feita, já deu para eu perceber que terei que trabalhar as poupas, visto que as que aparentavam virem a ficar perfeitas, acabaram por "abrir" no bico , pondo assim a ida a concursos em risco!

Como tal, vao 3 pares, machos por sinal, mas que me deixam contentes pelo simples facto de pelo menos têm tudo para serem aceites a concurso.

Numa proxima intervenção, tentarei aqui deixar umas fotos dos ditos cujos!